Excelente/Nostalgia/Uncategorized

Nostalgia 3 – De Volta para o Futuro completa 30 anos e se estabelece como um dos grandes clássicos do cinema

devoltafuturoreEm 2015 tivemos um ano muito especial para os amantes da cultura POP, com fechamento de grandes franquias, novo Star Wars no ar, mas também comemoramos o aniversário de um dos filmes mais legal já produzido. Trata-se do “De Volta para o Futuro”, mas não um dos três filmes em si, porém, da franquia como um todo. E esse ano de 2015 é muito especial para o longa, já que ele completa 30 anos do seu lançamento.

“De Volta para o Futuro” é marcante de diversas maneiras dentro do mundo do cinema. Primeiro por ser um longa que consegue agradar, quase que de maneira unânime, a todos que o assistem, por conta de uma história leve, onde as complexidades são explicadas da forma mais direta possível, o que transforma a viagem no tempo do personagem, que poderia ser uma coisa obscura, em um arco de fácil compreensão.

Se nos Estados Unidos o filme teve um impacto em todo o cenário da cultura POP, com a criação de brinquedos, parques temáticos amparados no nome de “De Volta para o Futuro”, no Brasil, o filme também teve a sua grande contribuição, mas de uma maneira um tanto quanto peculiar. E não foi nem tanto nas telas de cinema, mas sim pela nossa sagrada TV da sala, onde foi um dos grandes expoentes da clássica “Sessão da Tarde” da Rede Globo, bloco de filmes que nas décadas de 80 e 90 foi a responsável por trazer inúmeros clássicos a nós espectadores. Isso moldou uma geração de pessoas, a qual estou incluso, e que passou a buscar mais informações sobre cinema e acompanhar os grandes lançamentos com mais atenção e carinho.

Outro fator importante para o sucesso de “De Volta para o Futuro”, é a escalação de Michael J. Fox para o papel de Marty McFly. O então jovem ator em ascensão por conta do sucesso do seriado no qual era protagonista, “Family Ties”, que passou aqui no Brasil, também com relativo sucesso na TV Globo, com o nome de “Caras e Caretas”, chamou a atenção do diretor Robert Zemeckis e do produtor Steven Spielberg, que queriam exatamente um ator que tivesse o carisma e a veia cômica que o personagem precisava, características às quais J. Fox se encaixava com perfeição. Mas, por conta da sua participação em “Caras e Caretas”, quase que o ator não realiza “De Volta para o Futuro”. Tanto que Zemeckis se viu obrigado a gravar por quatro semanas com outro ator, o também jovem Eric Stoltz. Porém, insatisfeitos com o resultado, não mediram esforços para que J.Fox aceitasse o papel, chegando até mesmo a gravarem diversas cenas de Marty durante a madrugada, para que o ator pudesse conciliar sua agenda com as gravações do seriado e de outro filme que estava envolvido, “Teen Wolf” (conhecido aqui como “O Garoto do Futuro”).

E acreditem, se Stoltz fosse o escolhido, com certeza o clima do filme seria outro e talvez não alcançasse o sucesso que conquistou, já que o ator tem por características atuações mais clássicas, com mais seriedade e foco no drama dos personagens em questão.

Com roteiro de Bob Gale, “De Volta para o Futuro” mostra a história do jovem Marty McFly, amigo do cientista meio maluco Doc Brown (Christopher Lloyd), que constrói uma máquina do tempo, no qual o jovem acidentalmente aciona e o faz voltar ao ano de 1955, época da adolescência dos seus pais. Lá, conhece sua mãe Lorraine (Lea Thompson), que se apaixona por ele, o que bota toda a existência da sua família em risco. Para isso, Marty vai fazer de tudo para que seu pai, George McFly (Crispin Glover) consiga fazer com que sua mãe se apaixone por ele.

Numa primeira olhada, a história parece simples, inocente, que em outro contexto poderia não receber tanto destaque e atenção que recebeu. Contudo, no decorrer da trama surgem arcos interessantes como o bullying que o personagem George sofre do valentão da escola Biff Tannen (Thomaz F. Wilson); o suposto caso de incesto entre Marty e sua mãe; terrorismo; tráfico de substância nuclear e a viagem no tempo. São conceitos diferentes que poderiam matar qualquer filme, se não fosse o cuidado especial que Bob Gale, Robert Zemeckis e Steven Spielberg tiveram com todo o processo de criação de “De Volta para o Futuro”. Transformaram todos esses conflitos em tramas paralelas que elevaram ainda mais a história principal e impulsionaram o filme ao status de cult que alcançou.

A trilogia é tão coesa, tão bem terminada, que é um dos poucos filmes que a maioria dos fãs e críticos não desejam ver recriadas mais uma vez para as telas de cinema, fato que por si só já corrobora para aumentar ainda mais o status de intocável que a obra alcançou no universo cinematográfico.

A importância da franquia “De Volta para o Futuro” pode ser constatada em números, já que só com os três longas, arrecadou quase um bilhão de dólares no mundo todo, sendo uma das franquias mais rentáveis da história do cinema. E essa paixão se mostrou muito viva nesse último dia 21 de outubro, justamente a data que Marty McFly chega ao futuro no segundo filme da franquia, e que foi aguardada com muita ansiedade pelos entusiastas do filme. Prova disso foram as inúmeras homenagens que a franquia ganhou de todos os segmentos, seja de um simples comentário anônimo no Twitter, até o esperado reencontro do elenco principal em um programa da televisão americana.

Enfim, 30 anos se passaram desde que o filme nos foi apresentado e hoje pode-se afirmar uma coisa com toda a certeza. A cada dia, cada ano que passa, “De Volta para o Futuro” fica mais celebre, mais cult, ganha mais admiradores e firma cada vez mais seu nome na história do cinema e no coração de seus fãs.

Texto originalmente publicado em minha coluna no site da Associação Sorocabana de Imprensa (ASI) http://asisorocaba.org.br/de-volta-para-o-futuro-completa-30-anos-e-se-estabelece-como-um-dos-grandes-classicos-do-cinema/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s