Cinema/Excelente

Não Sou Crítico de Cinema 21 – “Batman vs Superman: A Origem da Justiça”

batman-v-superman-dawn-justice-post1Antes de começar a falar sobre “Batman vs Superman: A Origem da Justiça”, adianto que aqueles que vão ao cinema procurando um filme colorido, com inúmeras tiradas engraçadas, pode passar longe do filme da DC Comics.

“Batman vs Superman: A Origem da Justiça” abusa de cenas com aspecto dark, sombrio, que desafia o público e faz um caminho inverso do que estávamos acostumados ver no cinema, pois apresenta seus três personagens principais (a trindade formada por Superman, Batman e Mulher Maravilha) de uma única vez, cada um agindo de forma independente, que no clímax se unem para impedir mais destruição e trazer a paz para a humanidade.

Com isso, o longa quebra aquela estrutura montada pelos filmes da Marvel, que prefere apresentar individualmente cada herói e depois juntá-los como aconteceu em “Os Vingadores”. O diretor Zack Snyder apostou na junção dos três personagens para pavimentar o caminho para um filme da Liga da Justiça, que deve chegar nos próximos anos. E acertou na sua proposta.

Agora, falando de “Batman vs Superman: A Origem da Justiça”, o filme possui um clima muito diferente do que esperávamos quando imaginávamos a junção dos dois heróis, pois vemos acentuadas características muito forte dos personagens no mundo dos, que em outros tempos não seria aceito pela indústria do cinema, pois diversas dessas referências só são percebidas por fãs dos quadrinhos.

E é nesse ponto que o filme acerta, pois mesmo com essas referências, a história fica clara para aqueles que só os conhecem ou pela TV ou pelas telas do cinema. Isso graças ao belo trabalho dos roteiristas para criar uma história densa, corajosa, mas de fácil entendimento. Isso é muito complicado nos dias atuais, criar uma história que tenha profundidade, mas que ao mesmo tempo trabalha com situações relativamente simples que complementam as ações e situações criadas pelo enredo.

O filme divide muito opiniões, pois existe um erro muito grave nas comparações, já que muitos foram assistir “Batman vs Superman: A Origem da Justiça”, pensando em encontrar algo semelhante com o que foi apresentado em “Os Vingadores”. Na verdade os dois são antíteses um do outro, já que a DC Comics apostou em levar para as telas um filme com uma grande profundidade de ideais, com linhas de pensamentos bem diferentes dos dois personagens, que ao mesmo tempo possuem um único ideal, a conquista da paz, mesmo que para isso os métodos usados por ambos sejam bem distintos.

Sobre os personagens, a expectativa era grande pela aparição do novo Batman, vivido por Ben Affleck, que levou ao personagem características bem interessantes e que o deixou bem cotado para viver os herói na nova série de filmes do homem morcego que deve chegar em breve.

Mas, o destaque mesmo vai para a aparição da Mulher Maravilha, interpretada pela atriz Gal Gadot, que se impôs na tela, mostrou um pouco do poder da principal heroína da história dos quadrinhos, e quebrou toda a descrença que havia por parte de produtores, espectadores e crítica sobre a inserção de uma personagem mulher como uma das protagonistas, pois as últimas tentativas para isso não foram bem sucedidas, no cinema e TV.

Contudo, nem tudo foram flores, pois o filme é excessivamente longo, com diversas tomadas arrastadas, onde o diretor Zack Snyder abusou dos efeitos de câmera lenta, que é uma característica muito presente em seus trabalhos, que no longa serviu para evidenciar a divindade dos heróis e dos momentos apresentados em tela. Além disso, acredito que a apresentação da Mulher Maravilha uniformizada poderia ser realizada de uma maneira diferente, com mais impacto, que honrasse ainda mais toda a expectativa. Porém, entendemos que isso deve ser mostrado no filme solo da heroína que chegará aos cinemas em junho de 2017.

Fora isso, “Batman vs Superman: A Origem da Justiça” é um filme interessante, pois foge um pouco do ambiente que nos foi apresentado anteriormente e divide opiniões sobre qual lado está certo e quais são os métodos corretos para a solução dos problemas. Mas, o ponto principal do longa é que ele tem muita coragem na sua abordagem e no trato que tem com os heróis e vilões, pois traz uma personalidade muito forte a cada um deles, além de fazer com que nós espectadores em diversos momentos possamos nos identificar com cada um deles e assim nos trazer para dentro da história para viver suas angustias e seus triunfos.

Elenco – Henry Cavill, Ben Affleck, Gal Gadot, Amy Adams, Jesse Eisenberg, Diane Lane, Laurence Fishburne, Jeremy Irons, Holly Hunter

Diretor – Zack Snyder

Nota para “Batman vs Superman: A Origem da Justiça” – 9,5 de 10

OBS: Esse artigo também pode ser lido no site Obvious. Para conferir clique aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s